sábado, 28 de julho de 2012

um homem só?

um barco
o silêncio da praia
deitado na areia
escuta o suave
navegar das nuvens

um homem só
espera
não se sabe se amanhã
hoje
será o dia
o ultimo
o primeiro

um homem só
abandonado no seu país
pelos que nele mandam
e mandaram
dizendo representá-lo
e mandam
ainda mais

não é
um homem só
ou será?

todos somos
o homem só
ou negar-nos-emos
como povo

(torreira, 2008; à memória do arrais zé murta)

http://ahcravo.wordpress.com/2012/07/28/um-homem-so/

popola