terça-feira, 18 de setembro de 2012

Conhecimento e Prosperidade - Farzam Arbab

Conhecimento e Prosperidade - Farzam Arbab:


Conhecimento e Prosperidade - Farzam Arbab


"A prosperidade não tem um fim em si mesmo.
A prosperidade é um meio para alcançar aspirações mais elevadas.
A aspiração mais elevada, por sua vez, seria contribuir para que a civilização sempre avance, porém não por exigências externas e sim pelo DESEJO DE CUMPRIR COM OS IDEAIS DA PRÓPRIA EXISTÊNCIA.
Sobre a base deste saber tem-se que descobrir e acumular os CONHECIMENTOS,
 que conduzem a PROSPERIDADE.
A PROSPERIDADE somente será aceita se cumprir com trés condições paralelas.
Terá que ser obtida como RESULTADO DE ESFORÇOS HONESTOS, ser GASTA GENEROSAMENTE EM PROL DE IDEAIS  QUE PROPICIEM AVANÇOS INTELECTUAIS E ESPIRITUAIS e não dar lugar a EXTREMOS DE RIQUEZA E POBREZA e sim, CONTRIBUIR para o BEM-ESTAR DA COMUNIDADE. 
"Porém falar de CONHECIMENTOS QUE CONDUZEM À PROSPERIDADE não implica necessariamente em apego irracional a produtividade material
.De fato, não há nenhuma razão para que de todos os processos materiais, intelectuais e espirituais da vida humana, se ressalte a PRODUTIVIDADE como o BÁSICO, o que determina tudo o mais.
O materialismo histórico faz isso explicitamente, porém, também o fazem as escolas de economia ocidentais ainda que não neguem a importância de outros processos, os relegam a planos secundários para seguir a discussão de sua fórmulas econômicas que oferecem como salvação da sociedade.
Esta crença em que só depois de encher o estômago, o homem é capaz de pensar em aspirações mais elevadas, é simplesmente errônea.
Talvez se possa defender no contexto de uma visão da história que é dos elementos mais agressivos da raça humana que sempre a tem dominado, porém, não na visão de um estudo da história das massas sofridas da humanidade.
Não se trata aqui de justificar a pobreza; os meios materiais são necessários e uma civilização que sempre avança implica no crescimento contínuo desses meios.
Simplesmente não se aceita que por ser necessário o PRODUZIR E REPRODUZIR, a natureza humana esteja determinada pelas interações com o meio material.
Que seu comportamento esteja influenciado por estes processos é algo óbvio, porém, não são ELES os determinantes finais da vida humana."

Texto do Documento: 'Fé em ação- Religião e Desenvolvimento"-pag21-22.
Publicado pela Assembléia Espiritual Nacional dos Bahá'is
 do Brasil= Editora Bahá'i do Brasil 199

Vídeo com Palestra de Dr. Farzam Arbab sobre Ciência e Religião


Conhecimento e Prosperidade- Farzam Arbab 
http://wwwblogdasboasnovas.blogspot.com/ "Semeai nas mentes das crianças as sementes da Paz." Texto Bahai

atom