sábado, 12 de janeiro de 2013

a razão




ao peso da rede
verga-se o bordão
os homens não

é esta a gente
que cresce na terra
para ser no mar

é este o povo
é deles o país
que querem matar

são eles o poema
as palavras
a razão de aqui estar

http://ahcravo.wordpress.com/2013/01/12/a-razao/