domingo, 13 de janeiro de 2013

nobre povo



manel caravela


longe vogam os olhos
por sobre o mar
caminham
perseguem as cordas
as bóias
quiçá o saco

nobre povo este
que salga os dias
com o próprio suor

valente gente esta
que só na fé
conhece senhor

(companha do falecido arrais zé murta; torreira, 208)