segunda-feira, 1 de abril de 2013

das palavras


                                                                 (o reparar das redes)



como estão pesadas
hoje
as palavras

impossível dizer mais
que o silêncio
das mãos
por dentro de mim