domingo, 28 de abril de 2013

uma criança a sorrir abril




trazer abril no peito
senti-lo sorrir
senti-lo chorar
a raiva e a alegria
no mesmo abraço

basta
um cravo ao peito
um cravo no peito
um cravo apenas

olho os peitos
as lapelas
que aos cravos devem
o estarem
e não os vejo não os vejo

na mão de uma criança
um cravo sorri
sorriso puro
de puro abril
primavera de um tempo outro

sorrio também
tenho uma criança dentro de mim
a sorrir abril

(para ouver: http://youtu.be/pUuoudOVNz8)