segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

das palavras

por mais repetida que seja a beleza não cansa



os moliceiros têm vela (55)

das palavras

gastar as palavras
como se coisas de uso
gastá-las de tanto

gastar-me com elas
ser palavra
sem palavras para

ser o espaço em branco
ou as reticências
seria o destino perfeito

ponto final parágrafo

(murtosa; regata do bico; 2007)

https://ahcravo.wordpress.com/2015/02/02/os-moliceiros-tem-vela-55/