segunda-feira, 30 de março de 2015

é manhã lá fora

quando o sonho é memória


postais da ria (76)


é manhã lá fora


líquida a tristeza
inunda tudo
sobe pelas paredes
invade os corpos

baços os olhos
não se sabem
sorriem por vezes

o sol entra pela janela
é manhã lá fora


(ria de aveiro; torreira)

https://ahcravo.wordpress.com/2015/03/30/postais-da-ria-76/