quinta-feira, 9 de abril de 2015

Heráclito de Éfeso


Eu me procurei a mim próprio.
Tudo se faz por contraste:
da luta dos contrários nasce
a mais bela e justa harmonia.
O que aguarda os homens
após a morte (e mesmo antes)
não é o que esperam
nem o que imaginam.
Mesmo percorrendo todos os caminhos
jamais encontrarás os limites da alma
tão profundo é o seu Logos.
O caminho da espiral sem fim
é reto e curvo, é um e o mesmo.
O tempo é uma criança que brinca,
movendo as pedras do jogo para lá
e para cá: governo de criança.
Justiça de criança? Brinquedo?
Segredo                          Degredo?
Em nós manifesta-se sempre uma
e a mesma coisa: vida e morte,
vigília e sono, velhice e juventude.
O fogo se transforma pelo Logos
em todas as coisas e todas as coisas
se transformam em fogo assim como
se trocam mercadorias por ouro e
ouro por mercadores.
O caráter é o destino ou o daimon
de cada ser humano.
O caráter é o nosso demônio?
A natureza ama enganar-nos.
Porque a mais bela harmonia cósmica
é semelhante a um monte de coisas
atiradas e ainda não recicladas.
Eu me procurava a nós próprios.

(JOMARD MUNIZ DE BRITTO / Atentados Poéticos