quinta-feira, 30 de julho de 2015

Fake



Não era quem dizia ser
Suas facetas o condenavam
à solidão implacável.

Dias cinzentos o esperavam
Cascatas lambiam suas horas
Já eram-lhe sua fração.

Descabidos os fatos
despiam o biltre
ali omitido.

O tipo forjado insinuado
a muitos burlava
e isso o alentava.

Vadio, desperdiçava-se
e na farsa premeditava-se
na moita, firmava sua investida.

Das muitas máscaras que usava
o lado poético aproximava
até que a natureza se sufocava...

E na neutralidade de suas emoções
sustentava-se
infeliz truão que chora a intrujice que elabora...