sábado, 2 de janeiro de 2016

sem tempo



a ria rejuvenesce


postais da ria (124)


sem tempo


no meu é que era
tudo tem o seu
foi mesmo a

falta-me sempre
não sei se chega a
já não era sem

veio fora de
tanto sem te ver
estou a matar o

acabou-se o

(torreira; regata da bateiras à vela; s. paio; 2012)

http://ahcravo.com/2016/01/02/postais-da-ria-124/