sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Êxodo Platônico

O sol do teu sorriso
Fez meu dia amanhecer tão lindo
Já não choro mais chuvas de lágrimas

Chuvas de lágrimas por alguém


É tão triste a solidão
É como um veleiro em alto mar
Só o céu azul e essa imensidão
A noite... A brisa a te acalentar

Sou um navegante das emoções
O porto seguro quero encontrar
O doce farol que me iluminará
Nas noites de tormenta à me guiar

Como um velho lobo do mar
Sei que seu canto (de sereia) pode me matar
Mas correrei o risco de perder a direção
Bater contra os recifes, de naufragar

Manoel Hélio