segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Tom Maior escolhe samba enredo sobre São Bernardo


São Bernardo do Campo será homenageada em samba-enredo pela Tom Maior em 2011 - Extraído do Programa J+ Jornal - Rede TV+ - 19/03/2010 - Tempo: 02´40"


Enredo: Salve, Salve São Bernardo, pedaço do meu Brasil, terra-mãe dos paulistas

Compositores: Chiquinho LS, César Ramos, Dico Tom 30, Ricardo e J. Osasco


Meu canto vai ecoar... amor
Sou Tom Maior de coração
Bate forte no meu peito, São Bernardo
Nas cores do meu pavilhão

Em nome do pai
Cruzou a mata o colonizador
Na trilha do grande guerreiro
Destemido caçador
De um grande amor
Dessa união, a terra-mãe nasceu
Solo abençoado pelos jesuítas
A caminho do mar
Da imigração
A formação desse povo vencedor
Que nunca trabalhou em vão
Nesse lindo pedaço da nação

Uma catedral era a natureza
Chora represa, a fonte da vida
Vamos pôr a mão na consciência
Pro futuro, preservar é a saída

É você, a cidade que embala as crianças
É você, pra cultura um “eco” de esperança
Ah! quanta saudade
Dos tempos da Vera Cruz
Dá água na boca esse tempero
A força nordestina te conduz
Do carro tu és a capital
Berço moderno da força social
Brilha-lá, bem no alto uma estrela
Brilhou-lá iluminando o nosso país
Quem lutou por um ideal
Sem medo de ser feliz


****************************************

"Em nome do pai
Cruzou a mata o colonizador
Na trilha do grande guerreiro
Destemido caçador
De um grande amor
Dessa união, a terra-mãe nasceu
"

"Entre os antigos povoadores, os que mais serviços prestaram à colonização do Brasil foram Caramuru e Ramalho... João Ramalho vivia nos campos de Piratininga onde mais tarde foi fundada a Vila de São Paulo... ambicioso e violento, estava sempre em conflito com os jesuítas, porque comandava os índios nas guerras contra as tribos inimigas, para adquirir escravos e vendê-los no povoado".

(BORGES HERMIDA, Antonio José, "Compêndio de História do Brasil", Companhia Editora Nacional, 1971).

"Os vários cronistas acusam-no de ser um contrabandista, degredado, traficante de índios... além de chamá-lo simplesmente de náufrago e aventureiro".

(GAIARSA, Octaviano A. "A cidade que dormiu três séculos - Santo André da Borda do Campo; seus primórdios e sua evolução histórica: 1553-1960")


PARA SABER MAIS: http://www.abcdmaior.com.br/, CIDADES, 19/09/2010 - Carnaval, http://www.abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=23685, acessado em 20/09/2010.

Um comentário:

  1. bem que poderia ser como o cantado em prosa e verso, mas (tem sempre um mas...)a ação, ou falta dela, do homem esta acabando com a cidade e sua memória.
    é patente que homens (seres humanos[?])destroem o que prometem administrar o que não lhes aufere notoriedade, ou lucro, ou ainda, não lhe é entranhado n'alma como parte de sua história.
    crescemos quando fomos "geridos" por filhos da terra ou por aqueles que a adotaram como tal, somos vilipendiados em nossos direitos de ser sãobernardenses quando "corpos estranhos" lhe tomam o poder.
    estou propondo "RETOMEMOS" nosso rincão e lhe daremos, carnavais, pascoas, festas juninas, datas e mais datas dignas dessa terra que já nasceu BRASIL.
    abraços de um neo-reconquistador

    ResponderExcluir