sexta-feira, 18 de março de 2011

Servidor público de São Bernardo aprova reajuste

Por: Karen Marchetti (karen@abcdmaior.com.br)

Proposta da Prefeitura, aprovada em assembleia, é de reajuste em 6,36%, divididos em duas parcelas: 3,36% em março de 2011 e 3% março de 2012

Os servidores de São Bernardo aprovaram, em assembleia na noite desta quinta-feira (17/03), a proposta da Prefeitura de reajuste salarial em 6,36%, reposição das perdas referentes à inflação de um ano. Pela primeira vez desde o início da gestão, o prefeito Luiz Marinho (PT) aprova uma proposta que contemple toda a categoria, que ultrapassa 13 mil funcionários.

Entretanto, os servidores não receberão o reajuste de uma vez. Os 6,36%, índice calculado de acordo com o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), serão em parcelas: reajuste de 3,36% em março deste ano e os 3% restantes em março de 2012, contabilizando os 6,36%.

Além do reajuste, a categoria aprovou dois abonos: um de R$ 850, que também será pago em duas parcelas (R$ 400 agora e R$ 450 em setembro) e o outro de R$ 300 no final do ano, em dezembro.

“Está muito aquém do que gostaríamos, mas é um avanço a aprovação desta proposta. Os abonos, principalmente o de R$ 850, veio para compensar a lacuna do reajuste que será divido em duas vezes”, explicou o presidente do Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos) de São Bernardo, Carlos Roberto da Silva, o Ketu.

O piso salarial dos celetistas também teve aumento, passou de R$ 703 para R$ 800. De acordo com o presidente, na proposta aprovada, também está o compromisso da Prefeitura, que na campanha salarial de 2012, a categoria terá o reajuste da inflação mais 1%. “As causas sociais aprovadas também são bastante importantes. A Prefeitura fará um programa habitacional, pois muitos servidores não têm moradia”, concluiu Ketu.

A campanha salarial de 2011 foi feita três rodadas de negociação, o que na avaliação do secretário de Administração, José Agnaldo de Carvalho, mostra o amadurecimento. “Comparando com os outros anos este foi mais tranquilo. A mesa permanente de negociação avançou bastante. Foi uma boa negociação. A proposta da Prefeitura é atender toda a categoria”, explicou.

No primeiro ano da administração de Marinho, em 2009, não teve reajuste para a categoria. Na época aprovaram apenas o abono de R$ 300 e aumento do piso. Em 2010, a Prefeitura apresentou a proposta de equiparação, com aumento do salário dos celetistas, do auxílio-refeição e transporte, além do aumento no piso salarial.

Cerca de 300 servidores participaram da assembleia nesta quinta-feira, no Paço. A proposta da Administração foi aprovada com votação apertada e mostrou a categoria dividida. Muitos, como o funcionário da Educação, Rubens Pinto, acredita que poderiam ter pressionado o governo a apresentar proposta melhor para categoria.


http://www.abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=28329, publicado 17/03/2011, acessado 18/03/2011.

2 comentários:

  1. Inflação mais 1%... Governo Demarchi... Cristina Zocaratto... Saudades...

    ResponderExcluir
  2. Não acabou não... A próxima tarefa da diretoria do sindicato é com PCCS. Afinal de contas temos que reduzir os custos com pessoal na Administração!

    ResponderExcluir