quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Choro de verão - Ivan Ribeiro


CHORO DE VERÃO

Deixei o meu canto...
Um cantinho lá em Bernô,
E cá vim para Araras onde
As araras com saya
Não cantam nem ouvem!
Saí de lá e, ... Já que estou
Aqui nesta gaiola...
Eu vou cagar no poder
Não tão mais legislativo
Onde todas as aves e, ...
Todo mundo faz cagada!
Se, todos podem atrever-se...
Por que, também não dar
Uma cagadinha ouvindo
O canto da andorinha
E seu choro de verão?!
Ah, As araras com saya
Não cantam porque são
Urubus com disfarce,
Mesmo Sem voz, sem ouvir
Seu próprio canto de 
Merda! Mas, como fede!

IVAN RIBEIRO (06/08/2011)

Fonte: Jornal Vozes da Saúde Mental, Ano 6, Número 17, Página 12.