terça-feira, 16 de abril de 2013

antónio sabonete




do mar vieram
ao mar tornam
ilusão de ser
salgada a água que os lavará

até ao fim
o homem
salga-se também ele
de tantos mares

(torreira, 2009, à memória do arrais zé murta)

http://ahcravo.wordpress.com/2013/04/16/antonio-sabonete/