terça-feira, 25 de agosto de 2015

CANÇÃO DO MIGRANTE



Tenho saudades da terra onde nasci
Dos seus rios vales e montanhas
Da minha casa e do meu povo
Do cheiro do cacau e das pedras preciosas

Por terras estranhas estou a vagar
Aqui encontrei meu amor sofro minhas dores
São quase quatro décadas longe de ti
Guardo na memória cada lembrança do passado

O que será de mim sem suas raízes 
O que será de mim com tantas saudades 
O que será de mim terra amada 
Tão distante do meu lar

( Manoel Hélio )

Fonte: http://www.macaraniurgente.com.br/poesia-cancao-do-migrante/, publicado em 15 de agosto de 2015, acessado em 25 de agosto de 2015.