segunda-feira, 3 de abril de 2017

o grito por dentro




como se nada
ninguém

o olhar embebeda-se
de tanto

homem e mulher
camaradas

homem e mulher
um barco
uma arte
a vida da ria

homem e mulher
quantas vezes
tão pouco
para tanto

o silêncio
é um barco sem gente

oiço o grito
mais ninguém?

(torreira; o alar da solheira)


https://ahcravo.com/2017/04/03/postais-da-ria-208/