terça-feira, 19 de junho de 2018

bem vindo à sua terra






bem vindo à sua terra
dizem-me quando

não sei desfazer este nó

prendem barcos
unem cordas
ligam gente
são raízes
os nós

mas como são frágeis
os nós humanos
como somos
sem nós

há nós impossíveis
de desfazer
pois há

(torreira; 2010)

https://ahcravo.com/2018/06/19/maos-de-mar-54/