terça-feira, 24 de dezembro de 2019

Uma Poesia Para Raul - VIII



Hoje é agora
   Hoje é tempo
Hoje é hora
            Hoje é passatempo

                    Hoje que mata
                       Hoje que destrói
                     Hoje que passa
                  Hoje que dói

  Hoje choro
  Hoje canto
Hoje rezo
      Hoje encanto

                  Hoje solidão
                          Hoje pensamento
                       Hoje revolução
                                Amanhã fuzilamento


Manoel Hélio Alves, é poeta, natural de Macarani/Bahia, e mora há muito tempo em São Bernardo do Campo/São Paulo.

Conheça o Projeto: Uma Poesia Para Raul no Facebook clicando AQUI.

13 comentários:

  1. É amigo, viva o hoje: O Amanhã foi-se,lamento. Hoje: Sinta o meu abraço.

    ResponderExcluir
  2. Benilton José Moreira26 de dezembro de 2019 07:33

    Bom dia, Manoel Helio.
    Muito inspiradora sua poesia. Parei para pensar, é o que realmente ocorre e até arrisquei um pensamento. O hoje é o amanhã de ontem!

    ResponderExcluir
  3. Lindo Manu👏👏👏👏

    Segue um verdinho que criei inspirado nessa sua poesia, com todo respeito e sem pedir licença kkkkkkk


    Hoje é amizade
    Amanhã, talvez não
    Ou é de verdade
    Ou vira aversão.

    Sidnei Cabelo Seixas

    ResponderExcluir
  4. Benilton José Moreira29 de dezembro de 2019 21:53

    Boa noite, Manoel Hélio!
    Realmente o hoje é precioso e dele dependemos. O problema é o amanhã, com esse Governo que ai está, pode até ter "fuzilamento"!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns meu amigo, suas poesias são maravilhosas
    Que Deus continue lhe inspirando essas maravilhas.

    ResponderExcluir
  6. Linda poesia que nos faz refletir sobre o hj. Parabéns amigo

    ResponderExcluir