quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

ora batatas


foi-se para terra o vento e não limpou nada


os moliceiros têm vela (45)


ora batatas


cultivam as palavras
como se agricultura diversa
no engano de ser verde
a esperança gerada

falam bem dizem muito
calam quase tudo
vencem pelo que não dizem
não prometem
logo não é cumprir é normal

servem-se do medo como arma
do hábito
nascem vitórias como repolhos

ora batatas para tais palavras

(murtosa; regata do bico; 2010)

https://ahcravo.wordpress.com/2015/01/22/os-moliceiros-tem-vela-45/