terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

um dia qualquer, nem sei quando



HA, OLHOS
NEGROS GRANDES CUB!COS
BRONZE DESBOTADO
Q ME PERSEGUEM DURANTE TODO D!A
ATORMENTA-ME TAMBEM POR TODA NO!TE
Y ME DERROTA DURANTE TODA UMA !NSON!A
S!NTO FR!O FR!O S!NTO
ALGUM BOTECO ALUC!NANTE
1 VELHO BEBARRAO AFOGADO NA P!NTA
UMA CASA SUBURB!O
SUBMUNDO DE PR!ME!RO GRAU
ONDE OS OLHOS D!TOS PARDOS
POSSA Y NAO POSSAM
MENCONTRAR
ME REENCONTRAREM
EM 1 BECO SEM ESQUILO
EU PECORRO SOZ!NHO
Y M!NHA DOR A-ENCONTRO
CABELOS PRETOS
A M!M V!G!AR
A V!G!AR-ME
CORRO SOZ!NHO LEVE y ASTUTO
NEM TAO SOL
A DOR HAB!TA-ME COMO UMA BOAM!ZADE
CABELOS PRETOS
D!SPAR-SA-SE
SOBRE M!M
TENTO FUG!R Y NAO CONS!GO
AH! CABELOS PRETOS
DESEJO TE MATAR
SE POR ACASO
COM!GO SENCONTRAR
NOVAMENTE AO CRUZAR
CABELOS PRETOS
A M!MATAR
CABELOS PRETOS
A M!MATAR
-MORENA QUASE
QUASE Q TE-!A-ESTOURAR-TE A NUCA
T!VESTESORTE
DEPO!S !R!A-ME
APROVE!TAR AO Q SOBROU
Y COMER-TE
Y COMER-TE
A CARNE CRUA
AH! CABELOS PRETOS
DESEJO TE MATAR
AH! CABELOS PRETOS
A ME V!G!AR
HA CARNE CRUA
Y COMER-TE
A S!NOS DE !GREJAS
EM L!VROS DESBOTADOS
OUTDOORS EM TELA V!VA
OLHOS PRETOS A M!M ENCARRARA
VELHOS PALHAÇOSEM GRAÇAS
CERVEJAS ESPORR!AS NUSALOES
GIM, ALCOOL PODRE
CORAÇOES PART!DOS
PODRES Y VELHACOS
GENTEM R!STES
MUAMBA SAGRADA !!!
UMA GAROTA TOMOU LA VENENO
1 GAROTO SESFAQUEOU-SE
SOZINHO NO JORNAL
UMA NOVA GUERRA CORR!DA
BOMBARDE!OS AVA!S, NAVA!S...
UMA CORDA NU PESCOÇO
1 CRUC!F!XO EXPOSTO
1 RATO PODERE NU PORAO
CABELOS PRETOS
HA DE F!CAR CARECAS
+ L!NDOS P/ QUEM?
DIGO MENOS SUBJULGAT!VOS
OLHOS PARDOS
COBRE S!NO
POREM
NAO SE LUD!F!CAM-SE
RAP!DO
ENXERGA COM CLAREZA
O CLARAO
NOS AL!MENTA CONF!ANÇA
APARECE NUS ABRAÇAR
EM CORAGEM
FE!TO 1 BOM !RMAO
MAS NAO
NAO ME CONFUNDO NAO
DESEJO ME MATAR
DESEJO ME MATAR
DESEJO ME MATAR
DESEJO ME MATAR
DESEJO ME MATAR
DESEJO ME MATAR
(DESEJO TE MATAR)
COM A M!NHA MORTE
.

-c.p.b.p.jr:

(O POETA-MATUTO-MARG!NAL !!!)