quarta-feira, 5 de março de 2014

escreve-se com m



velas ao vento, os moliceiros

a história da ria
escreve-se com m
de moliceiro
o barco menina
donzela de luxo vestida

o barco de cintura fina
como as raparigas da
murtosa

foram o ganha pão
de tantos
o moliço a maior fonte
de riqueza da ria

moliceiro
é caso raro
é nome do barco
e do homem que nele

escrever-se-á
sempre com m
mesmo se
memória só um dia

(regata de s.paio; torreira; 2010)


http://ahcravo.wordpress.com/2014/03/05/cisnes-da-ria-1/