segunda-feira, 4 de maio de 2015

nasci para viver

momentos de silêncio e oiro



postais da ria (81)


nasci para viver

seguir caminhos feitos
só porque é duro fazê-los
é coisa para sapatos
gastos antes de estrear

eu
vou descalço rasgo os pés
abro os meus caminhos
rasgo leitos sou rio revolto
com ânsia de mar fome de marés

sou o que nasceu para estar vivo

(ria de aveiro; torreira)

https://ahcravo.wordpress.com/2015/05/04/postais-da-ria-81/