sábado, 17 de outubro de 2015

Tino

Traço um traço pra caber no espaço em que me acho
A linha é reta e curvilínea é a estrela que me brilha
Sou tão forte que a própria força me dá o norte
A simpatia é genuína, como eu não se entrega
Mesmo em fase de guilhotina, sorri e a morte dispersa.