terça-feira, 31 de maio de 2016

o sorriso


sem tempo e tão português



o sorriso

um sorriso
como se um pequeno sol
vindo de dentro da adega

um sorriso
onde se abrigava o tempo

assim como cheguei parti
mas nunca mais
nunca mais o esqueci

o sorriso

(eira pedrinha; condeixa-a-nova)

https://ahcravo.com/2016/05/31/o-sorriso-2/