quinta-feira, 23 de junho de 2016

até amanhã ao sol





os moliceiros têm vela (222)


até amanhã ao sol

estou cansado
de tantas lutas
tantos anos

dou-me porque sim

porque sou
esta cabeça lucidamente
tonta de tanto sonho

continuo a não ser daqui
sem saber de onde sou

mas continuo
não precisam de contar
comigo eu conto

pararei quando
chegar o dia de parar
de vez de vez

até amanhã ao sol

(torreira; regata do s. paio; 2015)

https://ahcravo.com/2016/06/23/os-moliceiros-tem-vela-222/