quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

a justiça do tempo



postais da ria (192)

o tempo tudo julga
e a seu tempo
dirá de sua justiça

o tempo julga
à velocidade
da justiça portuguesa

em sede de recurso
se acaso houvesse
seria de mortos a demanda

(torreira; cirandar)

os henriques brandão, pai e filho

https://ahcravo.com/2016/12/07/postais-da-ria-192/