quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

judas intemporal





judas era um bom homem
tão bom
que traiu o amigo e o vendeu

na versão canónica suicidou-se
numa nova leitura com o prémio
comprou terras para cultivo

a segunda versão parece-me
mais razoável
mais do nosso tempo aqui

intemporal

(torreira; 2010)

https://ahcravo.com/2018/01/24/maos-de-mar-43/