segunda-feira, 5 de março de 2018

Amo-te



Eu amei,
E me entreguei a esta paixão muito mais
Com tamanha intensidade
E só pensava em ti
E longe de ti
Soou meu desespero
Foi então
Que da minha infinita tristeza
Aconteceu de novo,
Voce voltou,
A razão de viver ,
E de amar em paz,
E não sofrer jamais,
Se encontraram em ti,
Canto teu nome em versos e prosas
Juntos escutamos o vento, admiramos a Lua e,
Juramos amor eterno ao som do mar,
E te peço nunca me abandones,
Porque o amor
É triste quando se está longe
E divino quando os corações estão em sintonia.