quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Direção


Sinto no meu peito a dor da saudade
Minha alma grita em versos
O meu amor por ti
Sinto meu olhar perdido
À tua procura no crepúsculo
Acho-te em um verso apaixonado
Em uma rima boba
Em um sorriso simples.

Meu desejo encontra a alvorada
E se despede de ti
Em uma eterna poesia de amor.

Amada tu és a razão, a loucura
Amada tu és a minha direção
Amo-te querida!