segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Suplício





Ó minha amada 
Que olhos os teus 
São meu porto seguro 
Cheios de lembranças 
São alivio para meu amor 
Explodindo em luzes 
Que brilham na minha alma 
No meu coração... 

Ó minha amada 
Que olhos os teus 
Quanto amor 
Nos olhos teus 
Quantas juras 
Quanta entrega 
Quanta dor 
Nos olhos teus... 

Ah, minha amada 
De olhos apaixonados 
Cria a esperança 
No meu coração 
De sentir um dia 
O verso suplicante 
Da poesia
No teu olhar.