quarta-feira, 28 de maio de 2014

Quando Eu Partir

Quando Eu Partir...

Quando me for,
por favor,
não exclamem: coitada!
Antes, quero-me maquiada:
olhos e boca,
faces rosadas.
Nada de palidez:
que me vejam como eu gostava
Quero o som da bossa nova
a embalar o sono eterno.
Nênias, dispenso.
Vou ao encontro de Nara Leão
e seu violão,
Johnny Alf e sua brisa,
Elis e seu jeito intimista.

No testamento, a lápide:
"Partiu Prosa,
Poética no Céu!"

rosangelaSgoldoni
22 01 2013
Publicado na Antologia Poemas à Flor da Pele, Livro 8, 2014, Editora Somar, Porto Alegre