sábado, 4 de abril de 2015

é

o vencedor rumo à meta 


os  moliceiros têm vela (88)


é


recuso as palavras redondas
nascidas
de bocas onde muitas línguas

só conheço o caminho agreste
parco de sombras
linha recta entre hoje e o devir

prefiro a fresca água das fontes
às bebidas finas das mesas grandes
onde banquete é fome de muitos

recuso os cemitérios de vivos
não é fácil nem difícil
é


(ria de aveiro; regata da ria; 2014)

https://ahcravo.wordpress.com/2015/04/04/os-moliceiros-tem-vela-88/

o moliceiro do ti zé rebeço solitário e vencedor