quinta-feira, 30 de abril de 2015

sou no meu tempo





os moliceiros têm vela (100)


sou hoje

fecho os olhos e sinto tudo
como se visse
estou vivo para viver hoje

não para me arrepender
amanhã de não ter feito

levo a carta ao seu destino
nada mais que correio
que não perde a mensagem
leiam-na ou não é sua

chove e é este o tempo

(ria de aveiro; regata da ria; 2010)

https://ahcravo.wordpress.com/2015/04/30/os-moliceiros-tem-vela-100/