quinta-feira, 19 de novembro de 2015

meia dúzia



tempo de mãos e olhos, o da escolha


crónicas da xávega (111)


meia dúzia

é este o peixe que do mar
à tua mesa
encheu os bolsos em terra

a meia dúzia

(torreira; companha do marco; 2015)

http://ahcravo.com/2015/11/19/cronicas-da-xavega-111/