quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Inesquecível




Como a alma pura, que teu corpo encerra,
Pode conter tanta sensualidade e paixão?
Razão da minha poesia, sentido da minha vida
Tu és bela demais para no céu viver...


Amo-te assim!
Embriaga meu ser de amor!
Oferece-me teus beijos e abraços
Pois nesta loucura hei de me perder.


Amo-te assim, namorando teu olhar
Vivendo do teu sorriso,
Bebendo das tuas lágrimas,
Jurando amor eterno a tua alma.


Nem toda a beleza desta noite
Nem toda a imensidão das estrelas
Podem comparar-se a um beijo teu
E a eternidade do nosso amor.


E à eterna desventura de não me ter
Preferirás meu versos, minhas juras
De um amor intenso, profundo
Feito de momentos inesquecíveis!