sexta-feira, 25 de maio de 2018

da casa e do mar




moro ao pé do mar
e não o vejo
das minhas janelas

ouço-o nas noites
de temporal
entra na casa como
se sua e eu

as vistas da casa
são outras casas
com outros eus

chamam a isto
cidade
porque muitos

saio de casa
em direcção ao mar
e é sozinho
que me reencontro

(praia de mira; 2009)

https://ahcravo.com/2018/05/25/cronicas-da-xavega-254/