quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

do sonho


a chegar

os moliceiros têm vela (68)


do sonho

espero dos dias
o serem um a um
o caminho para

desconheço quando
onde porquê

parte-se sempre
chega-se por vezes

abro a porta e deixo
o vento entrar

sou o que ficou
e aprendeu a sonhar

(murtosa; regata do bico; 2009)

https://ahcravo.wordpress.com/2015/02/19/os-moliceiros-tem-vela-68/